02 setembro 2008

Uma alma em ColapsO


Após ter me perdido de mim mesma
Agora sei por que fugi
Pelos corredores do meu labirinto extinto
Foi para aprender a me entender
Nesse escurO E vazivO
Era difícil para minh’alma fechar os OlhOs
E não enxergar a si mesmO!

Tornou-se muito mais difícil
Descobrir que não a tinha mais
Não vou dizer que não foi bom
amar por 2
O ruim foi ter que padecer por 3
Em 1 só sentimento
Nesse redutO silenciosO
Percebi o quantO permaneci
e ainda sou sozinha

[talvez tenha sido erro meu!
Por não ter sido nenhuma
flor que se cheire]

Aqui jaz!

O sentimento d’uma alma

Que se de-componhe num eterno colapso!



© Todos os Direitos Reservados
® psÿquica ________________ 19/05/2008



................

3 comentários:

»»Luh Kururu«« disse...

Aeeeee, Sandrinhaaa!!
Como sempre, inspiradíssima!!!
Passando pra deixar uma beijoca...

:o)

*** Cris *** disse...

Acho que,às vezes, nem nós mesmo sabemos o vai dentro de nossas almas.
Gostei do seu texto, gostei daqui.
Um abraço!

jessicadeverdade disse...

NOssa qta inspiração...